Mitologia Grega

O que é mitologia? A definição mais clássica do mitos é aquela que afirma que mitos são histórias ou lendas que explicam fenômenos da natureza por meio de entidades sobrenaturais.

Mitologia – Pensar Imaginativo

Quem já não leu um livro ou assistiu a um filme, seja no cinema, seja na TV, que não houvesse uma personagem mítico? Os mitos são importantíssimos para compreendermos como funciona o pensamento humano e seu desenvolvimento. Os aspectos mitológicos fazem parte do pensamento humano, seja em qualquer sociedade humana.

Há mitologia entre os povos nórdicos, os povos mesopotâmicos e orientais, inclusive há uma rica mitologia dos povos nativos, pré-cabralino, aqui mesmo nos povos nativos do Brasil.

A mitologia nativa brasileira é rica em elementos míticos e nos permite compreender como a imaginação da razão humana se aplica na compreensão da realidade e dos fenômenos que nela ocorrem.

Há com efeito uma razão imaginativa humana que buscou dar sentido à realidade. Esta razão foi responsável pela riqueza das lendas que encontramos na mitologia grega e na mitologia nórdica, por exemplo. Zeus, Apolo, Thor ou Odim são personagens míticos que permitem compreender como a evolução do pensamento ocorreu e como o sagrado e o lendário se uniu aos aspectos sociais, culturais e políticos dos povos antigos.

A importância dos Mitos

Qual a importância dos Mitos Hoje? Mesmo hoje, os mitos ainda fazem parte da nossa imaginação. Não é difícil perceber como mitos são erguidos em nossa sociedade hoje e como eles se formam na mente humana ocupando o modo de pensar racional e, de certo modo, mascarando a realidade.

Além disso, os mitos são muitos importantes para a compreensão do surgimento da Filosofia. Pois, esta forma de pensar acabou se conectando aos objetos da mitologia e acabou dando outra forma de entendimento aos fenômenos da natureza e humano aos quais os mitos gregos faziam referência. Assim, enquanto percebemos que os mitos usavam uma razão imaginativa para dar sentido à realidade, do mesmo modo, percebemos que a filosofia no seu princípio buscou na própria natureza e na própria razão humana explicar o que são os fenômenos na natureza e humanos. 

Tipos de Mitos

O pensamento mítico é um modo de entender o mundo a partir de uma conformismo causal, cuja contingência não está nos objetos do mundo em si, mas nas relações míticas que aqueles objetos possam estabelecer. Esse modo de pensar influenciou em vários aspectos a sociedade grega, seja na produção cultural, principalmente, nas artes, seja na educação, na religião, na política ou mesmo nas relações sociais. Por isso, a importância da mitologia para a Filosofia. 

A mitologia  está classificada sob três aspectos:

  • Escatológicos,
  • Cosmogônicos,
  • Épicos.

Os dois principais narradores, dos quais temos conhecimento, são Homero, autor de Ilíada e Odisseia, e Hesíodo, autor de O Trabalho e os Dias.

A oralidade na transmissão dos mitos