Medieval

A Filosofia Medieval caracteriza-se pela filosofia dos padres da Igreja Católica. Nela, o aspecto mais importante é o Teocentrismo adotado na explicações acerca do conhecimento, da política e da moral.

Particularizada por dois momentos específicos, a Patrística e a Escolástica, a Filosofia Medieval teve em seu projeto filosófico a justificação da fé pela razão. Filósofos como Santo Anselmo, Santo Aberlado, Santo Agostinho e São Tomas de Aquino são os expoentes de uma filosofia cristã.

Período que foi considerado repressor de novas ideais e, para alguns, momento de obscuridade do pensamento humano, chamado de Idade das Trevas.

Aspectos gerais da Filosofia Medieval. Introdução ao pensamento medieval e a influência da filosofia grega.

Revista Virtus